fb_238

Shar-pei

11 de julho de 2017 Postado por Ração 0 comentários em “Shar-pei”

A fisionomia do Shar-pei pode parecer aparentemente triste ou melancólica, mas quando você conhecer um, vai descobrir que eles é divertido e brincalhão, a melhor companhia para rolar na grama. Eles são amáveis e extremamente devotos à família, criam laços fortes e se apegam muito às pessoas que cuidam dele.

 

Essa raça cativante aprende rapidamente os hábitos de higiene, gosta de ficar deitado e é tranquilo. Nada de grandes agitos e correrias. Se dá bem com pessoas estranhas e nem sempre gosta de outros cães. Vivem bem em lugares grandes ou pequenos, são caseiros, de fácil adaptação. Não precisa de mais de 15 minutos de passeio por dia e late pouquíssimo. Gosta de crianças, ainda que canse logo e não aguente horas de folia. O Shar pei chama atenção onde quer que esteja e conquista corações com um jeito especialmente envolvente e cativante.

 

A história e a origem do Shar-pei

Originária da China, e presente nas províncias da China Meridional desde a Dinastia Han (206 a.C. a 220 d.C.). A cidade de Dialak, na província de KWUN TUNG, é provavelmente seu lugar de origem. Alguns exemplares têm a língua azul assim como a raça Chow Chow podendo as duas raças ter um ancestral comum.

 

O Shar-pei trabalhava com os camponeses, cumprindo os papéis de cão de guarda, caçador de javali e cão de briga em combates de arena contra outros cães (esporte popular na China). Sua pele solta constituía uma defesa contra as dentadas do cão adversário, assim os ferimentos eram restritos à pele não atingindo os órgãos.

 

Também foram encontrados relatos que a raça Shar-pei era utilizada como cão de guarda das tumbas de membros da realeza. Com a chegada do comunismo, a maior parte dos cães chineses foi eliminada e alguns Shar peis foram criados em Hong Kong e Taiwan sendo reconhecida em 1968 pelo Kennel Club de Hong Kong.

 

No ano de 1973 um artigo publicado por Matgo Law, de Hong Kong, alertou os criadores americanos sobre o reduzido número de Shar pei existentes no mundo tanto que em 1974, esta raça entrou para o Guinness Book (Livro dos Recordes) como sendo o cão mais raro do mundo. Então, nessa época, alguns exemplares foram levados para os Estados Unidos. Assim a raça quase foi extinta passando a ser muito popular e uma das raças mais conhecidas da América.

 

Características

Pelagem e olhos possui pelagem macia e com presença de rugas largas na pele. Essas rugas são mais presentes quando são filhotes. Outra característica marcante nesta raça é o formato dos olhos, que dá ao cão um aspecto de cansaço e tristeza.

Tamanho e resistência: forte e de corpo compacto, medem de 45 a 50 cm de altura.

Cores: podem ser encontrados em cores sólidas e as mais comuns são preto, vermelho-castanho, vermelho-mogno, fulvo-avermelhado, fulvo-claro, areia, creme ártico e azul.

 

Corpo: a cauda do sharpei é grossa e inserida bem alta. E em proporção ao corpo, o shar-pei apresenta uma cabeça grande e possui focinho largo e lábios bem carnudos.

 

Comportamento

O Shar-Pei é um cachorro muito inteligente e se for bem ensinado desde pequeno, aprende rápido o que pode e o que não pode fazer. É tranquilo, respeitoso, limpo, brincalhão, fiel, muito carinhoso e não late. É um cachorro maravilhoso para ficar com as crianças e não tem problema algum com outros animais domésticos.

 

Como qualquer cachorro, é muito importante oferecer-lhe uma boa socialização desde pequeno, tanto com outras pessoas como com outros cachorros.

 

Saúde e cuidados específicos

Como qualquer animal doméstico, é necessário educar o Shar-Pei desde pequeno. O dono deve seguir uma rotina alimentar para não alterar seu delicado sistema digestivo. Recomenda-se alimentação alta gama e pouca proteína animal, excesso de proteína animal pode prejudicar sua saúde e ainda provocar alergias.

 

Essa raça não se dá muito bem com o frio, adora deitar no sol em dias frios. Tem uma gordura corporal que o protege contra muitos bichinhos e por isso só é aconselhável dar banho uma ou duas vezes por ano, no máximo, pois demora para que recupere essa gordura tão especial.Depois de um longo passeio, é recomendado limpar os olhos e ouvidos com muito cuidado e passar uma toalhinha úmida na pelagem.

 

O Shar-Pei é uma raça que ficou popular em pouco tempo e devido à reprodução descontrolada destes cachorros deu-se origem a muitas preocupações com a saúde e comportamento. É recomendado sempre adquirir um Shar-Pei de um criador com garantia para evitar futuros problemas. Para manter um Shar-Pei saudável, é fundamental alimentá-lo de maneira correta para garantir bom crescimento e boa saúde.

 

Ainda não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Este campo é obrigatório!

<small>Você poderá utilizar estes <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags e atributos:<br> <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>