fb_203

Lulu da Pomerânia ou Spitz Alemão

07 de abril de 2017 Postado por Raças 0 comentários em “Lulu da Pomerânia ou Spitz Alemão”

O pequenino Lulu da Pomerânia ou também conhecido como Zwergspitz ou Spitz Alemão, é pequeno devido a uma criação seletiva, mas mantém a resistência e pelos típicos dos cães de climas frios. Tem o título de cão mais bonito do mundo, e além da beleza característica, o Lulu da Pomerânia é simpático e brincalhão, e costuma cativar todos a sua volta.

Apesar do tamanho pode servir de maneira muito eficiente como cão de guarda, é bastante ativo e facilmente sociável, embora seu pequeno porte não seja capaz de defender as mais diversas ameaças, seus latidos altos podem ajudar bastante a prevenir situações de alerta, podendo prevenir seus proprietários sobre quaisquer suspeitas que possa ter em relação à pessoas desconhecidas.

História e origem

O Lulu da Pomerânia pertence à família Spitz, os cães de companhia mais velhos que existem. Descendente de um cão Neolítico, o Lulu da Pomerânia ou Spitz Alemão foi o primeiro que viveu com os homens nas aldeias lacustres da Europa pré-histórica.

Esses tipos de cães foram feitos para:

  • Guardar
  • Caçar
  • Arrastar trenós
  • Fazer companhia para os nômades

Os Spitz se espalharam pela Europa e em cada região a raça evoluiu de maneira diferente devido aos cruzamentos. O Lulu da Pomerânia é o menor das cinco variedades de Spitz Alemão.

A Alemanha é o lugar mais provável para a sua origem, embora a sua localidade de origem não seja completamente definida. Tendo o Spitz Alemão como principal ancestral, o Lulu da Pomerânia passou a ser chamado dessa maneira após sua chegada na Inglaterra – sendo que, nesta época, suas características ainda eram um tanto diferentes das apresentadas hoje em dia pela raça, e os exemplares da raça eram quase todos brancos e com peso de até 13 quilos.

Reconhecido oficialmente pelo English Kennel Club no ano de 1870, o Lulu da Pomerânia foi ganhar mais popularidade somente depois de ser trazido da Itália e se tornar um dos bichos de estimação da Rainha Vitória – que imperou no Reino Unido a partir de 1937 até o seu falecimento, em 1901.

Os cães que viviam com a rainha eram grandes e se destacavam pela pelagem acinzentada, segundo relatos históricos, até porque desde esta época, os criadores de cães já preferiam realizar acasalamentos com o objetivo de criar exemplares menores e mais coloridos da raça.

Cada vez menor, e diminuindo de tamanho ao longo dos anos, o Spitz Alemão acabou por gerar o Spitz Alemão Anão, que agora participa de concursos de beleza canina e não lembra em quase nada os cachorros que antigamente ajudavam a puxar trenós.

O temperamento e comportamento do Lulu da Pomerânia

O Lulu da Pomerânia tem uma natureza curiosa, dócil, corajosa e ousada. É muito seguro de si mesmo, mesmo se mostrando distante com os estranhos, mas dócil e tranquilo com os donos.

Adora brincar, correr e faz festa quando os donos chegam. Possui uma grande inteligência e precisa ser estimulado intelectualmente.

Socializa facilmente com outros animais e é dócil por natureza, porém, se mostra bastante desconfiado e receoso em relação à outros cães e pessoas desconhecidas e algumas vezes pode ser considerado por muitos como um cão de guarda de plantão, por estar sempre a alerta.

O Lulu da Pomerânia é dono de uma personalidade marcante, e algumas vezes pode ser considerado um cachorro “esnobe” em certos momentos, no entanto, com seus proprietários costuma ser puro carinho e amor.

 

Saúde e cuidados específicos

Tem como característica uma saúde forte e, por isso, pode ser considerado um animal que raramente adoece. Porém, você pode ter problemas comuns que afetam as raças tão pequenas, incluindo complicações como a luxação da patela, crânio aberto, baixo nível de açúcar no sangue e criptorquidia. Hipoglicemia e luxações no ombro também são problemas que podem ocorrer de forma mais rara na vida dos cães da raça.

  • Pêlo

Apesar de ser um cão peludo, o Spitz Alemão Anão não necessita de cuidados excessivos com os pelos, e escovar sua pelagem de duas a três vezes por semana já é o suficiente para mantê-lo longe do acúmulo de sujeiras – sendo que, durante a troca de sua pelagem, as escovações devem ser feitas com uma frequência maior.

  • Atividades físicas

É um cão bastante ativo, e gosta muito de caminhar e passear e, para mantê-lo feliz e saudável, é necessário levá-lo diariamente para que pratique exercícios de algum tipo. Mesmo tendo seu corpo recoberto por uma pelagem vasta, o Spitz não é um cão que pode viver em áreas externas sem problemas, e mantê-lo dentro de casa é mais aconselhado para evitar problemas com o frio.

  • Latidos

Controlar os latidos do Spitz desde pequeno é outra recomendação bastante valiosa para os que desejam adicionar um cão da raça à família; já que, por ter uma natureza bastante alerta e protetora, pode acabar sendo barulhento demais – mesmo quando não houver ameaça alguma por perto.

Características

  • É um cão pequeno e, ao contrário das raças maiores, os machos tendem a serem menores que as fêmeas, o seu cão deve ser proporcional com o seu tamanho, diz o padrão
  • O Lulu da Pomerânia é um cão compacto e robusto que se move rapidamente e que tem um charme com um certo orgulho e grandioso que nos faz pensar que tem um grande coração dentro do pequeno corpo.
  • A bela cabeça de “raposa” do Pomerânia e suas encantadoras expressões são realçadas por suas orelhas pequenas e eretas.
  • A cauda, com a sua pelagem abundante é levada por cima de suas costas, chegando até a cabeça e ajudando a criar a impressão de um círculo.
  • Tem muita energia, extrovertido, cheio de vida, inteligente: um membro encantador para uma família dos Spitz e que, portanto, é um cão muito leal e protetor com seus donos.

Ainda não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Este campo é obrigatório!

<small>Você poderá utilizar estes <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags e atributos:<br> <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>