Cachorro Sozinho

Vou deixar meu cachorro sozinho e agora?

11 de agosto de 2016 Postado por Sem categoria 0 comentários em “Vou deixar meu cachorro sozinho e agora?”

Vou deixar meu cachorro sozinho e agora?

Para qualquer pessoa ou animal é evidente que um ambiente legal e que chame a atenção, é sempre mais descontraído. Nós, muitas vezes, reclamamos da rotina entediante que é o trabalho, a escola ou a faculdade. Pare para pensar e imagine uma rotina sem graça durante semanas, meses e anos. A maioria das pessoas não gosta nada disso, o que pode se tornar estressante. Se você for curioso, ativo e cheio de energia, com certeza não aguentaria uma vida assim, sem desenvolver algum tipo de sintoma relacionado ao estresse.

Com os cães é a mesma coisa. O que chama atenção é que em apartamentos e quintais fechados o cenário é sempre o mesmo, entediante para aqueles que passam 90% do seu tempo ali, o que é o caso de alguns cães.

Os cães são por natureza espécies sociais e precisam de interação e movimento, além de serem curiosos.

Sabemos que algumas vezes precisamos deixar nossos cães sozinhos em casa, seja para ir trabalhar ou ir a um evento. Cachorro sozinho em casa não pode ser sinônimo de tédio e estresse, para evitar que ele “se vingue” e destrua a casa.

Então, se o cão costuma passar boa parte do tempo sozinho em casa ou no apartamento, é preciso ficar atento a alguns detalhes para que nosso pet não viva entediado e, dessa forma, estressado.

É necessário tomar algumas atitudes importantes pro seu cachorro não sofrer de tédio. Você pode adotar hábitos para diminuir a ansiedade de separação quando seu cachorro vai ficar sozinho em casa durante muito tempo. Até porque cães que não conseguem ficar sozinhos entram em depressão, procuram ocupar o tempo destruindo móveis e objetos e fazem besteiras pra chamar a atenção.

Quando o cachorro fica sozinho, o que acontece?

Normalmente o cachorro que fica sozinho durante boa parte do dia, tem a tendência de roer móveis, arranhar tapetes ou até mesmo destruir as cortinas. Ele pode até se auto mutilar e colocar sua saúde em risco.

Alguns cães não conseguem compreender e nem assimilar o que está acontecendo quando estão sozinhos. Para eles, toda essa situação pode se assemelhar ao abandono, e até aprender que esse abandono é temporário, ele sofre muito e pode desenvolver hábitos ruins. Portanto, é necessário ensinar ao cão que você volta logo. É importante que ele saiba disso.

O que é a síndrome da ansiedade da separação?

Seu cão não destrói a casa por maldade. Esse comportamento é conhecido como Síndrome da Ansiedade da Separação. Apesar do nome a Síndrome é verdadeira e acomete cães em maior ou menor grau, dependendo do grau de ansiedade que seu cão possa ter.

A humanidade está cada vez mais solitária, egocêntrica, individualista, não por pura vontade, mas sim pela necessidade dos “tempos modernos”.

Esse comportamento necessita de uma válvula de escape, pois não se vive só, sem família por perto ou sem amigos. É no âmbito deste sentimento de solidão e carência que algumas pessoas passam a adquirir um animal de estimação e fazem deste o centro de suas atenções quando estão juntos. Dormem juntos, comem juntos, muitas vezes compartilhando da mesma alimentação, proporcionando uma relação de dependência mútua.

Na maioria das vezes, essa atitude de acolhimento e carinho que o proprietário tem para com o cão é algo que se faz inconscientemente, na tentativa de preencher algum espaço e em troca dar algo bom ao animal. Não cabe nenhum julgamento a qualquer proprietário sobre esse tipo de atitude, pois se o mesmo não possui consciência do que isso possa significar verdadeiramente para o cão, ele não é o culpado, apenas não sabe e o faz na melhor das intenções.

Dicas para você tornar o ambiente mais atrativo para o cão

1. Mude a rotina.

2. Crie desafios ao cão.

3. Torne o ambiente menos óbvio.

4. Tenha em mente as necessidades naturais dos cães.

5. Leia e entenda sobre o comportamento dos cães.

6. Invista tempo criando formas do cão gastar o tempo dele.

7. Se necessário, e possível, dê um companheiro a ele. Na grande maioria dos casos, a presença de outro cão, soluciona por completo a solidão do dia a dia.

Tags:

Ainda não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Este campo é obrigatório!

<small>Você poderá utilizar estes <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags e atributos:<br> <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>